quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Para argumentar melhor

Desenvolver uma boa argumentação não é tarefa fácil. Para embasar um pensamento ou uma ideia é preciso lançar mão de fatos, teses, opiniões, problemas e propostas de solução, tudo bem encadeado de forma racional e lógica.
Para começar, é necessário ter uma concepção bem clara do gênero textual que você está prestes a redigir. Gêneros diferentes devem ser escritos com base em regras diferentes; um texto argumentativo, por exemplo, costuma ser breve e requer maior precisão, ao passo que um artigo acadêmico pode ser mais extenso e melhor desenvolvido em termos de detalhamento das explicações.
Contudo, há estratégias que devem ser observadas em qualquer texto que envolva a apresentação de um ponto de vista, para que ele seja bem sucedido naquilo que se propõe – convencer o leitor.
  • Tenha um propósito bem definido. Procure definir, antes de começar a desenvolver o texto: 1) Qual a questão a ser respondida? 2) Como eu planejo responde-la? 3) Qual solução posso oferecer?
  • Faça uma lista ou um esquema de suas ideias antes de começar a escrever. Assim você não correrá o risco de se esquecer de alguma parte importante do raciocínio. Um esquema também lhe ajudará a visualizar melhor seu “caminho argumentativo”.
  • Tome cuidado para não apresentar argumentos de maneira superficial. Não apresente um ponto de vista a não ser que você seja capaz de defende-lo.
  • Não faça generalizações. Tenha, para toda afirmação que você desejar apresentar no texto, uma evidência ou uma referência a fim de confirma-la, ou desenvolva um raciocínio lógico que leve a ela.
  • Evite usar adjetivos em excesso, que possam prejudicar a objetividade do seu texto. Se não for relevante para transmitir sua ideia, simplesmente elimine a palavra. Outra característica prejudicada pelo uso dos adjetivos e advérbios é a da impessoalidade – quanto menos impessoal você soar, menos efetiva será sua argumentação.
  • Dê preferência a frases curtas. Frases muito longas são uma armadilha para quem tem pressa em escrever – eventualmente você vai acabar se esquecendo de usar um verbo ou um conectivo adequado e a frase não terá mais sentido; quando você usa muitos adjetivos, isso também pode acontecer.
  • Pratique diariamente (sim, já falei isso e nunca é demais repetir)! Desde a escola aprendemos que conhecer uma fórmula não significa saber como usá-la; o mesmo acontece com o texto.
----
Leituras recomendadas:


Nenhum comentário:

Postar um comentário